Buscando o sentido

O sentido, acho, é a entidade mais misteriosa do universo.

Relação, não coisa, entre a consciência, a vivência e as coisas e os eventos.

O sentido dos gestos. O sentido dos produtos. O sentido do ato de existir.

Me recuso a viver num mundo sem sentido.

Estes anseios/ensaios são incursões conceptuais em busca do sentido.

Pois isso é próprio da natureza do sentido: ele não existe nas coisas, tem que ser buscado, numa busca que é sua própria fundação.

Só buscar o sentido faz, realmente, sentido.

Tirando isso, não tem sentido.


Paulo Leminski


20 visualizações0 comentário
 

Manoel de Barros

"Não gosto de palavra acostumada."

 
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

"Mais ternura, menos tolice". Carol Balarini @2020