A pequena marca de loucura...

Mas se não captar a pequena marca de loucura de alguém, não pode gostar desse alguém. É exatamente este lado que interessa. E todos nós somos meio dementes. (...) aliás, fico feliz em constatar que o ponto de demência de alguém seja a fonte do seu charme.


(em 'O abecedário de Gilles Deleuze')




15 visualizações0 comentário
 

Manoel de Barros

"Não gosto de palavra acostumada."

 
  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn

"Mais ternura, menos tolice". Carol Balarini @2020